Por O Mossoroense

Através de portaria normativa nº 008/2011-GDG/PC, assinada pelo delegado geral Fábio Rogério Silva foi instituído o Núcleo de Investigação dos Crimes de Alta Tecnologia do Rio Grande do Norte (Nicat). Com a criação do órgão, a polícia conta agora com um núcleo para combater crimes virtuais.

Segundo informações, o Nicat passa a funcionar na Delegacia-Geral de Polícia Civil (Degepol) e tem como objetivo elucidar e trabalhar na repressão a crimes eletrônicos ou cibernéticos no Estado. A unidade foi criada tendo em vista a demanda de procedimentos que dizem respeito a essa modalidade criminosa e a inexistência de um setor específico dentro da Polícia Civil para esses casos.

Segundo a publicação, compete ao Nicat “dar apoio logístico, técnico e investigativo às unidades de Polícia Judiciária do RN, quando solicitado, nos casos em que hajam indícios de prática de infrações penais no ambiente virtual da internet ou outros meios análogos, como também quando do uso das altas tecnologias”.

Fábio Rogério disse que há ainda um projeto em andamento para criação de uma delegacia, onde funcionará o núcleo. “Além desse projeto que deve dar maior estrutura à unidade esperamos aprimorar o serviço com o incremento do efetivo, através da convocação dos novos agentes e escrivães.